Quais os tipos de perda de cabelo?

A queda e perda de cabelo pode ocorrer em várias fases da vida e se manifestar mediante vários aspectos, seja de condições ambientais (externas) ou orgânicas (internas). É importante entender também que é comum a perda de alguns fios — situação em que se estima que perdemos cerca de 120 fios todos os dias.

Essa queda deve ser foco de preocupação a partir do momento em que observamos um alto volume de perda de cabelo e, nesse momento, o mais importante é investigar e entender o que está ocasionando essa ação.

Para que você entenda melhor a respeito do tema, preparamos este artigo em que abordaremos quais são os principais tipos de perda de cabelo.

Não se esqueça de visitar a nossa loja virtual para conhecer os melhores produtos para os cuidados com o seu cabelo e beleza masculina!

Perda de cabelo por tração

Talvez esse seja o tipo mais comum de perda de cabelo, que é provocado pela tração involuntária ou inconsciente que as pessoas provocam ao realizarem a escovação dos fios, lavagem, modelagem do cabelo e outros fatores relacionados.

O emprego excessivo de força ao manipular os cabelos pode gerar um alto índice de queda, um fator que deve ser observado, para que assim, sejam realizadas algumas mudanças nos hábitos e comportamentos no cuidado com os cabelos.

Hábitos não saudáveis para os cabelos

Assim como a perda por tração, os hábitos não saudáveis para os cabelos podem gerar forte queda capilar. O uso excessivo do secador de cabelo e modeladores, o hábito do banho quente demorado e com água em alta temperatura pode afetar os folículos capilares e a estrutura dos fios, que em consequência, geram uma grande perda de cabelo e a dificuldade de crescimento de novos fios.

Alterações hormonais

A quantidade de hormônios que o corpo produz varia de acordo com cada faixa de idade e estilo de vida de cada pessoa. Além disso, tais alterações podem se manifestar em consequência de algum tipo de patologia e essa deficiência hormonal costuma resultar em queda de cabelo, sinalizando que há um desequilíbrio no organismo.

Assim, é preciso ter o acompanhamento de um médico endocrinologista para identificar o que pode estar causando esse desajuste hormonal e, em consequência, reestabelecer a saúde corporal e capilar.

Deficiência alimentar

A adoção de algumas dietas restringe de forma considerável o consumo de determinados alimentos, o que pode gerar uma deficiência alimentar. Dessa forma, a ingestão de algumas vitaminas, proteínas, minerais, carboidratos e proteínas pode estar abaixo do que o corpo necessita e, nesses casos, a pessoa costuma ter intensa queda de cabelo — um alerta do organismo informando que o corpo não está bem.

Nesses casos é aconselhável procurar um profissional de nutrição para identificar os padrões dos hábitos alimentares e balancear a dieta.

Hereditariedade

Os homens são os principais afetados pelo fator hereditariedade, situação em que é desenvolvida a alopecia androgenética — a tão famosa calvície. Isso significa que, se o pai apresenta as características da alopecia androgenética, tem uma probabilidade de aproximadamente 15% de transmitirem os genes que causam a calvície para os seus filhos.

Tabagismo

O tabagismo não é prejudicial somente ao sistema nervoso, mas, a todo o organismo, inclusive, o sistema circulatório. O hábito do tabagismo pode levar à perda de cabelo de forma considerável e afeta homens e mulheres, pois, a deficiência circulatória dificulta que os nutrientes cheguem até os folículos capilares, que em consequência, provoca a queda do cabelo.

Agora que você compreendeu os principais tipos de queda de cabelo, certamente, ficará mais fácil agir de forma proativa para evitar que isso aconteça.

Vale ressaltar que, ao perceber a queda intensa de cabelo, você deve procurar um médico imediatamente, pois, somente esse profissional saberá identificar qual é a real causa dessa ocorrência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?